RSS
 

Representantes do Circo e da Dança iniciam trabalhos dos Colegiados

Publicação: 16/07/15 | 10H07 - Última Atualização: 16/07/15 | 10H07

Planos setoriais, regimentos e cronogramas de trabalhos foram as pautas de encontros que reuniram membros do poder público e da sociedade civil


Para dar continuidade ao processo de participação popular nas políticas voltadas para as artes no estado, os Colegiados Setoriais do Circo e da Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB se reuniram nesta quarta (15.07), no Museu de Arte da Bahia – MAB. Os encontros geraram discussões sobre o regimento interno e o plano setorial de cada uma das linguagens, além da elaboração dos planos de trabalhos para este ano. Os dois primeiros documentos serão direcionados ao Conselho Estadual de Cultura – CEC para aprovação e estarão disponíveis no blog dos colegiados.

Com a presença de membros da sociedade civil e do poder público que compõem os colegiados, as reuniões aconteceram após a plenária que ocorreu na terça (14.7) e cuja mesa foi composta pela diretora da FUNCEB, Fernanda Tourinho, pela diretora das Artes da FUNCEB, Lia Silveira, pela coordenadora do Circo, Vika Mennezes, pelocoordenador de Dança, Matias Santiago, e pela representante da Superintendência da Promoção Cultural, Verônica Aquino, que falou sobre o Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

Acontecem nos dias 21 e 22.07, as reuniões do Teatro e da Literatura; nos dias 28 e 29, as de Artes Visuais e Audiovisual; e nos dias 30 e 31 a de Música. Elas terão o mesmo formato e pautas destas primeiras, seguidas de uma plenária com a diretora da Fundação.

“É importante que possamos reavivar o âmbito setorial de cada linguagem e a transversalidade de cada área”, afirma Matias Santiago, que, na condução dos debates desta quarta, explicou a importância da reunião para a efetivação dos colegiados. “Com a apresentação do regimento ao Conselho Estadual de Cultura, de fato teremos um Colegiado de Dança instituído”, destacou, ao ler o regimento interno do setor. Além das alterações em alguns itens do regimento, também foram discutidas as possibilidades de representação do Colegiado no CEC.

As reuniões dos colegiados também funcionam como um espaço de proposições de novos projetos oriundos de demandas de cada setor artístico. No caso do Circo, por exemplo, a artista circense Wilma Macedo Silva (conhecida como Savassay) espera que as propostas apresentadas no plano setorial sejam concretizadas. “Esta iniciativa do colegiado é muito importante, porque nem sempre o circo tem voz. E o circo é uma atividade que engloba diversas áreas, como dança, teatro e música. Tudo isso tem no circo”, argumentou. Proprietária do circo Jamaica, Norma Cardim também deseja uma atenção mais voltada para o setor. “Que estas reuniões sejam proveitosas para o circo e que possamos resolver alguns problemas como terrenos para os circos itinerantes”.

“É inspirador ver estes membros do circo, que são geralmente artistas itinerantes, no caminho do engajamento. Que isso floresça para que a classe atue em favor do seu próprio fazer artístico”, considera a coordenadora do Circo da FUNCEB, Vika Mennezes, enfatizando que qualquer pessoa do circo, mesmo não sendo membro dos colegiados, pode contribuir para o pensamento político das artes circenses na Bahia, participando das reuniões, abertas ao público. “É um processo que só tende a avançar”, ressalta.

A programação dos encontros também incluiu a apresentação sobre a eleição dos Colegiados Setoriais Nacionais, como um estímulo à participação dos membros dos colegiados setoriais da Bahia no processo.

PRESENTES

Na reunião do Colegiado Setorial da Dança, participaram os membros que compõem o poder público Matias Santiago e Nyrlin Seijas. Da sociedade civil estavam Fátima Suarez, Mila Eólica, Ananias Break, Anderson Rodrigo Borges e, representando o interior, Marilene Sobrinho (Vitória da Conquista) e Jacson do Espírito Santo (Valença).

O Colegiado Setorial do Circo, além da já citada Vika Mennezes, contou com a participação da diretora das Artes da FUNCEB, Lia Silveira, e Rafael Fontes (membro da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura da SecultBA), como representantes do poder público. Da sociedade civil, o encontro teve a presença de Robson Mol e dos artistas itinerantes de cidades do interior Alda Sousa, Norma Cardim dos Santos, Wilma Macedo Silva (Savassay) e Nelian Carlos Reis (palhaço Shampoo).

Também participaram a coordenadora de Literatura da FUNCEB, Karina Rabinovitz, o assessor de relações institucionais, Kuka Mattos, e a assessora do Centro de Formação em Artes (CFA), Mércia Queiroz.

Compartilhar:
  • Print
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • email
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Live
  • MySpace
  • Netvibes
  • PDF
  • Twitter

Notícias Recentes

  • Nenhuma notícia até o momento

+ todas as notícias

 
 

 
 
 
Unidades
Secretaria de Cultura do Estado da Bahia
Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, s/n – Centro
CEP: 40.020-010 – Salvador, Bahia.
(71) 3103-3400

Secretaria de Cultura - Governo da Bahia